Podíamos colocar outro título para esse post também: “Evolução das câmeras: do Nokia N90 ao Nokia 808 PureView”, mas achamos que o escolhido ficou mais impactante. :)

Depois do último anúncio do dia 02 de maio, quando a Nokia e a fabricante de lentes Carl Zeiss anunciaram que a parceria nas câmeras de celular continua, pesquisamos um pouco dessa história de sucesso que já deu muito que falar, mesmo antes da gente sonhar com um aparelho como o Nokia 808 PureView.

Se voltarmos um pouquinho no tempo, mais precisamente para 2005, encontramos o primeiro ‘fruto’ desta parceria: o Nokia N90. Tanto para a Nokia, quanto para a Carl Zeiss, transformar a lente usada em câmera fotográficas numa lente para celular foi um processo que demandou muito empenho e dedicação. Todo esse trabalho resultou em um celular com câmera de 2 megapixels, foco automático e a possibilidade de gravar vídeos. Um grande sucesso da sua geração. O design do aparelho era tão interessante que lembrava até uma filmadora.

Um passo adiante, o Nokia N95

Depois de um grande sucesso com o Nokia N90, não podíamos parar por ali. Foi então que as duas empresas começaram a trabalhar em algo maior. Se 2MP foi um grande avanço para as câmeras de celular da época, o que dizer então do Nokia N95, que evoluiu a câmera para 5MP. Essa era de longe a melhor câmera de celular do mercado já vista até então.

Nokia N82 e N86

Ainda nos celulares com 5MP, não podíamos deixar de lado o Nokia N82, lançado no finalzinho de 2007. Seu ponto forte era a câmera que além da resolução, trazia flash xênon (o mesmo usado em câmeras digitais dedicadas) e zoom digital de até 20x! Por todas essas qualidades, esse aparelho foi eleito pela TIPA (Technical Image Press Association), em 2008, como o melhor aparelho com câmera da Europa. Uma verdadeira revolução da época.

Não podemos esquecer do primo distante do N82, o Nokia N86 8 MP. Esse aparelho, que não chegou a ser lançado no Brasil, trouxe a primeira câmera de 8 megapixels da Nokia, com lente Carl Zeiss de 28mm e dual LED Flash.

Um mito: Nokia N8

Considerado por muitos (até hoje) a melhor câmera de celular existente no mercado. O mais difícil aqui não foi chegar aos 12 MP, mas sim conseguir construir uma lente de alta qualidade com um espaço físico muito restrito. Muita gente não sabe, mas o maior obstáculo das câmeras de celular é a largura do aparelho. Quanto mais fino, mas difícil é para encaixar uma lente lá.

O tão sonhado Nokia 808 PureView

O projeto da lente Carl Zeiss para o Nokia PureView começou 1 ano antes da existência do protótipo do sensor. O sensor deste aparelho é segunda coisa mais importante da câmera deste aparelho (a primeira é a lente), pois permite ângulos maiores para captura dos raios de luz.

Uma tecnologia mais avançada significa que a parte óptica da câmera também precisa receber um upgrade. Se vocês olharem com atenção, até aqui estávamos seguindo uma escala lógica de crescimento (2, 3, 5, 8, 12 megapixels). Com o Nokia 808 PureView, demos um passo gigantesco para inacreditáveis 41 MP.

A dúvida de muitos é justamente saber qual é o benefício de ter uma câmera de 41MP. Para nós da Nokia, o potencial desta câmera não se resume apenas ao número de megapixels, mas sim na possibilidade tecnológica que ela representa, oferecendo uma imagem clara e com alta definição, como nunca vista em nenhum smartphone antes.

Quem poderia dizer, setes anos atrás, que essa parceria evoluiria tanto? Se vocês já estão impressionados nos 41MP do Nokia PureView, esperem só pelo que poderá vir no futuro… ;-)